Jovens Polacas

Ricardo, um jovem jornalista, realiza uma pesquisa para sua tese de doutorado sobre “escravas brancas”. Mais conhecidas como “As Polacas”, eram jovens mulheres judias, traficadas do leste europeu para a prostituição no Rio de Janeiro do início do século XX. Vindas de famílias pobres, acreditavam estar se casando, pagavam o dote e embarcavam com o suposto marido para o Novo Mundo. Ainda no navio, descobriam que seus maridos eram, na verdade, cafetões que as levavam para prostíbulos no Rio de Janeiro. Não importava de onde viessem – eram As Polacas, e o termo adquiriu um atrativo erótico considerável na vida boêmia da cidade.

Roteiro baseado no livro homônimo de Esther Largman.